Podcast Aptare

T5 - E1: Vovô e vovó transam, sim!

February 7, 2020

Sexo é poesia, diz a música da roqueira ovelha negra Rita Lee, que hoje tem 72 anos. Quando lançou a canção Amor e Sexo, escrita com Arnaldo Jabor, ela tinha 56 anos e atribuiu ao termo outras palavras como animal, carnaval e disse até que sexo sem amor é vontade.
Bom, sobre sexo muita gente já falou, mas o importante talvez seja o que não é dito. Porque sexo é um tema cercado ainda de tabu e olha que estamos no século XXI. Em se tratando sobre o sexo após os 60 anos então.. cadê a coragem de falar? Até os médicos evitam abordar o assunto nos consultórios com seus pacientes mais velhos.
A ideia de que, conforme envelhecemos, o sexo deixa de fazer parte da vida não tem qualquer base científica. Manter a atividade sexual não tem contraindicação alguma, pelo contrário.
Um estudo publicado em 2019 na revista Sexual Medicine concluiu que idosos que haviam tido ao menos uma relação sexual nos últimos 12 meses tinham uma percepção melhor sobre sua qualidade de vida. E foram entrevistadas quase 7 mil pessoas com cerca de 65 anos.
No primeiro episódio desta temporada, conversamos sobre sexo e sexualidade depois dos 60 com a pedagoga Martha Kastrup, de 69 anos; o casal Virginia Luzia Pereira Ramos, 67 anos, e Potiguara Bernini Ramos, 69 anos, aposentados; e o geriatra Milton Crenitte, professor de Medicina da Universidade Municipal de São Caetano do Sul e coordenador do Ambulatório de Sexualidade do Idoso do HCFMUSP.